sexta-feira, 17 de março de 2006

Meu sonho

Queria dizer que te amo. Às vezes muito. Às vezes quase nada, de tão pouco penso que aquele sentimento que nos uniu se perdeu em alguma parada lá de trás. E ficamos insistindo em respeito a tudo que já vivemos. Mas, contudo, eu continuo sonhando. Sonho acordar com você esticando a sua perna, trançando-a com a minha. Outras vezes, o que eu quero mesmo é só acordar sozinha. Quero e não quero coisas a todo momento. Só uma coisa não muda. Nunca. Meu sonho de ser feliz. Isso, com ou sem você.

4 comentários:

edma disse...

Amiga
Trance e destrance suas pernas quantas e tantas vezes isso lhe fizer bem. E, claro, enquanto você conseguir.
Afinal, tem uma tal de "artrite" que chega "de repente..." e impõe algumas restrições a esse trançar e destrançar, até então, natural e impune...
hehehehehe

Seja feliz!
beijo

Marcelo disse...

Acho que hoje você acordou com, de repente, 15. Que bom que não há idade para ser feliz!

Jussara Soares disse...

Trilha sonora para este post: "Eu só quero é ser feliz..."

Mauro Castro disse...

"Em respeito a tudo que já vivemos"... sei como é isso. Há braços!!